• Sandra Carvalho

Os nevoeiros diminuem e já fazem falta

Plantas e animais dependem deles em regiões do Chile, Estados Unidos e Namíbia.


Deserto de Atacama, no Chile: dependente da água dos nevoeiros | Foto: ccc0 Jônatas Tinoco/Unsplash

Nevoeiros não são apenas uma chateação nas estradas e nos aeroportos - eles são a principal fonte de água em várias regiões do mundo - das florestas de sequóias da Califórnia ao deserto africano do Namibe, passando pelo Atacama, no Chile.


As mudanças de clima têm feito os nevoeiros diminuírem, sacrificando a vegetação de sistemas ecológicos raros. É isso que mostra um estudo de ecohidrologistas da UIPUI (Universidade Indiana - Universidade Purdue), de Indianápolis.


É a primeira vez que se usam imagens e dados de satélites para acompanhar o impacto da redução dos nevoeiros, segundo os pesquisadores. O estudo foi publicado no jornal Geophysical Research Letters.


As imagens são claras, como se vê no deserto do Namibe, na Namíbia, na comparação da vegetação de períodos de mais e menos nevoeiros.

Deserto do Namibe por satélite: à esq, período com menos nevoeiros, à dir., com mais | Imagem: Lixin Wang/IU

Veja mais: O maior mar fechado do mundo, o Mar Cáspio, está evaporando


#Água #Califórnia #Chile #Desertos #MudançadeClima #Nevoeiros #UIPUI #Vegetação