• Sandra Carvalho

Ouviu falar do relógio de Emma? Ajuda quem tem Parkinson

Os tremores diminuem com o uso do relógio, com diferenças notáveis.


Emma Lawton: com o relógio há um ano Imagem: reprodução Microsoft/YouTube

A tragédia de Parkinson todo mundo conhece: uma doença incurável que atinge 10 milhões de pessoas no mundo, com seus tremores incontroláveis.


O relógio de Emma não é uma arma letal que vai acabar com o Parkinson, mas um gadget que pode tornar a vida de quem tem Parkinson muito melhor.


Ele ainda é um protótipo, mas já ajudou a designer gráfica inglesa Emma Lawton, de 33 anos, de Londres, a escrever e a desenhar muito melhor. Ela usa o relógio há um ano. Veja a diferença:


Texto antes e depois do uso do relógio de Emma | Foto: Brian Smale/Microsoft

A inventora do Relógio de Emma é Haiyan Zhang, uma pesquisadora da Microsoft que nasceu na China, cresceu na Austrália e trabalha no centro de pesquisas da empresa em Cambridge, na Inglaterra.


O relógio funciona na base de vibrações rítmicas que causam um curto-circuito no looping de feedback entre o cérebro e a mão que causa os tremores.


O desenvolvimento da tecnologia continua. Agora Haiyan está trabalhando em Londres com uma equipe de neurologistas, e Emma Lawton funciona como uma consultora do grupo.


Este vídeo da BBC, de 3:20 minutos, hospedado no YouTube, descreve como foi o desenvolvimento do relógio de Emma:



#Doenças #Gadgets #Microsoft #Parkinson #Wearables