• Sandra Carvalho

Pode confiar: universo tem mesmo 13,8 bilhões de anos

Um estudo da luz mais antiga do mundo confirma a idade do universo.


Porção da luz mais antiga do Universo, emitida 380 mil anos depois do Big Bang, usada para calcular sua idade | Imagem: ACT

A idade do universo, estimada em 13, 8 bilhões de anos, tem sido questionada nos últimos anos por alguns cientistas. Eles dizem que o universo é bem mais novo do que isso.


Mas uma pesquisa feita por um time internacional de astrofísicos de 41 instituições de sete países acaba de confirmar que a idade é essa mesmo - 13, 8 bilhões de anos.


Observações do Telescópio de Cosmologia de Atacama (ACT, na sigla em inglês) bateram com as medições do satélite Planck que basearam as estimativas de 13, 8 bilhões de anos.


A equipe do ACT calcula a idade do universo com base em sua luz mais antiga. Outros grupos de cientistas se baseiam em medições de galáxias para fazer suas estimativas. Em 2019, eles questionaram os cálculos ancorados no satélite Planck.


Agora, com a coincidência das medições do ACT e do Planck, a hipótese dos 13,8 bilhões de anos é reforçada. Os papers dos cientistas do ACT podem ser encontrados no site da Universidade Princeton.


O ACT, telescópio no Atacama, Chile | Foto: Debra Kellner

#DesertodoAtacama #Espaço #Princeton #Satélites #Universo