• Sandra Carvalho

Carros a diesel levam a 10 mil mortes prematuras por ano na Europa

A poluição do ar causada pelo diesel chegou a níveis críticos em muitos países europeus.


Paris poluída: o diesel tem a ver com mortes prematuras | Foto: cc0 Pixabay

Há 100 milhões de carros a diesel rodando na Europa, o dobro de todo o resto do mundo. Resultado: emissões muito altas de óxidos de nitrogênio (NOx, na sigla em inglês) e de mortes prematuras ligadas a essas emissões.


Especialistas do Instituto Meteorológico da Noruega, com ajuda do Instituto de Análise de Sistemas Aplicados da Áustria (IIASA) e da Universidade de Tecnologia Chalmers, da Suécia, estimaram que as emissões de NOx de carros, vans e utilitários a diesel causam cerca de 10 mil mortes prematuras todos os anos na Europa.


Seu estudo foi publicado hoje no Environmental Research Letters, apontando o dedo para o dieselgate. Observe o mapa da concentração de excesso de emissões de NOx na Europa.


Mapa das emissões europeias, com pontos críticos em laranja | Mapa: Jonson et al.

De acordo com o estudo, metade dessas 10 mil mortes se deve a emissões de NOx mais altas que as permitidas por lei. As emissões reais dos óxidos de nitrogênio seriam, na prática, 4,7 vezes maiores que as constatadas nos testes oficiais de certificação.


"Controles de motores modernos foram otimizados pelos fabricantes para os testes de laboratórios específicos, mas têm uma performance pior no trânsito real", afirma comunicado do IIASA.


Italianos, alemães e franceses são os mais prejudicados pelas emissões de NOx e pelo dieselgate. Na Itália, estima o estudo, houve 2810 mortes ligadas a emissões em 2013. Se os limites previstos para o diesel tivessem sido respeitados, elas seriam menos numerosas: 1560.


Na Alemanha, das 2070 mortes prematuras associadas a essas emissões no mesmo ano, quase metade, 960, poderia ter sido evitada com o respeito aos limites oficiais do diesel.


Na França, as mortes prematuras ligadas a NOx chegaram a 1430 em 2013, mas poderiam ter sido limitadas a 750 sem o dieselgate.


A pesquisa afirma que 425 mil mortes prematuras acontecem anualmente na União Europeia, Noruega e Suíça em decorrência da poluição do ar.


Mais de 90% dessas mortes prematuras, segundo o estudo, se devem a doenças respiratórias e cardiovasculares relacionadas a exposição de partículas finas.


#Carros #Chalmers #Combustíveis #Diesel #Europa #Gasolina #MortesPrematuras #NOx #PoluiçãodoAr