• Sandra Carvalho

Quais as profissões mais esquisitas? Palhaço é uma delas

Essas percepções são frequentemente moldadas por preconceitos.



Palhaços já foram considerados figuras românticas - mas agora são tidos como os profissionais mais esquisitos de todos. Eles ocupam o primeiro lugar do ranking das ocupações mais estranhas.


O ranking foi feito pelos psicólogos Francis McAndrew e Sara Koehnke, do Knox College, de Illinois, Estados Unidos. Eles fizeram uma pesquisa online com 1341 pessoas para estudar a esquisitice.


Sua tese: consideramos algo esquisito quando não sabemos se é ou não uma ameaça. Dessa ambiguidade, na opinião deles, nasce a percepção de esquisitice.


Numa escala de 1 a 5 pontos , os palhaços cravam 3,71, seguidos pelos taxidermistas, os profissionais que preservam animais mortos (3,69) e donos de sex shops (3,32). Os últimos dessa fila, os escritores, ficam com 2,14 pontos.



Numa ordem inversa, os meteorologistas são tidos como os menos esquisitos, marcando apenas 1,53 ponto, seguidos dos professores (1,57) e agricultores (1,65). Os atores, com 2,13 pontos, ficam numa posição bem próxima aos escritores, que cravam 2,14.


O estudo de Francis McAndrew e Sara Koehnke foi publicado no jornal New Ideas in Psychology no ano passado.


Os dois estudaram também o que pode causar a impressão de esquisitice sobre pessoas.


Entre os fatores, estão cabelo engordurado, sorriso peculiar, olhos esbugalhados, dedos longos, pele pálida, bolsas debaixo dos olhos, roupas bizarras ou sujas e risadas imprevistas.

Aparentemente, sofrer preconceito é meio caminho andado para ser tachado de esquisito.


#KnoxCollege #Psicologia #Preconceitos #Profissões