• Sandra Carvalho

Quem tem um dia com propósito tem também uma melhor noite de sono

Ver sentido na vida ajuda mais dormir melhor do que remédios para insônia.


Se a vida tem sentido, há risco menor de apneia e síndrome das pernas inquietas | Foto: cc0 Pixabay

Ter uma boa razão para sair da cama aumenta as chances de dormir melhor. Quem garante são pesquisadores das universidades Northwestern e Rush, de Chicago.


Eles estudaram distúrbios do sono, como apnéia e síndrome das pernas inquietas, com 823 adultos mais velhos, com 79 anos em média.


As pessoas que consideravam que sua vida tinha sentido corriam um risco 63% menor de ter apneia e 52% menor de sofrer da síndrome das pernas inquietas.


A conclusão dos pesquisadores é que ter um propósito na vida resulta em menos distúrbios e sono de melhor qualidade por muito tempo.


Eles acham que isso se aplica não só aos mais velhos, mas também a um público mais amplo. O estudo foi publicado ontem no jornal Sleep Science and Practice.


"Ter propósito na vida pode ser uma estratégia efetiva, que dispensa remédios, para melhorar a qualidade do sono, particularmente das pessoas que enfrentam insônia", afirmou Jason Ong, um dos autores, professor de Neurologia da Escola de Medicina Feinberg da Northwestern, num comunicado da universidade.


As pessoas normalmente têm mais distúrbios do sono e insônia à medida que envelhecem. Hoje os médicos preferem abordar esses problemas sem remédio, como primeira opção de tratamento.


O próximo passo da pesquisa da Northwestern será estudar terapias de atenção plena para focar propósito na vida e sono de melhor qualidade, antecipou Arlener Turner, também da Escola de Medicina Feinberg, e primeira autora do estudo.


#Insônia #Northwestern #Propósito #Rush #Sono