• Sandra Carvalho

Seu cachorro tem a idade do Tom Hanks?

Cientistas dos Estados Unidos criaram uma nova fórmula para calcular a idade dos cães.


Cão labrador: a idade se revela nas moléculas | Foto: cc0 Nick Djalila/Unsplash

Se a idade de um cachorro de 9 anos fosse contada em anos humanos, quantos anos ele teria? Mais de 60 anos, como o ator Tom Hanks. É o que dizem cientistas da Universidade da Califórnia em San Diego (UCSD).


Uma velha regra diz que 1 ano de um cachorro equivale a 7 anos humanos. Esses cientistas acham a regra absurda . Uma cachorrinha de 9 meses pode ter filhos, mas uma garota de 5 anos, não: essa equivalência não faria sentido.


Eles construíram uma fórmula algo mais complicada para resolver o assunto, baseada nas mudanças moleculares do genoma dos animais.


Segundo a fórmula, um cachorro de 1 um ano equivaleria a um humano de 30 anos, não de 7. Um cão de 4 anos equivaleria a um humano de 52 anos, não de 28.


Os cientistas compararam as diferentes idades dos cães com as de Hanks ao longo da vida. A regra dos 7 ainda funciona bem para um cão mais velho, de 9 anos de idade ( Hanks faz 64 anos este mês), mas não para os cachorros mais novos.



O estudo, publicado no jornal Cell Systems, focou na idade do ponto de vista molecular. Os cães envelhecem rapidamente até os 7 anos e mais devagar nas outras fases da vida.


Os cientistas acompanharam a evolução das marcas químicas no DNA de 104 cachorros da raça labrador ao longo do tempo, examinando desde filhotes até cães com 16 anos de idade.


Essas marcas, chamadas de marcas de metilação, seriam como rugas ou cabelos grisalhos nos humanos, indicando a idade.


Como base nessas análises, construíram sua fórmula: idade humana = 16 ln (idade do cachorro) + 31. Uma calculadora de logaritmo natural torna a estimativa fácil.


Pela nova fórmula, vê-se que um cachorrinho de 8 semanas equivale a um bebê de 9 meses - ambos estão na idade em que os dentes se desenvolvem. Já um cachorro de 12 anos teria o equivalente a 70 anos humanos.


A pesquisa mostra que a metilação alimentada pela idade acontece em grande parte nas duas espécies em genes do desenvolvimento até a idade adulta.


Depois que se para de crescer, esses genes são praticamente desligados, mas as marcas de metilação ainda continuam a aparecer. Elas foram a base do relógio epigenético de medição de idade do estudo.


#Cachorros #DNA #Genética #Genoma #UCSD