• Sandra Carvalho

Sonhar acordado é sinal de inteligência

É uma dica de neurocientistas da Georgia Tech.


Divagar em tarefas fáceis: sintoma de capacidade intelectual alta   | Foto: cc0 Guillaume Bolduc/Unsplash

Sabe aquele professor que vive no mundo da lua, alheio ao que acontece em volta? Ou as crianças adiantadas demais para sua classe na escola, que ficam sonhando acordadas?


Pesquisadores da Universidade de Tecnologia da Geórgia, a Georgia Tech, dizem que pessoas assim, com mentes que divagam, são muito inteligentes.


"Pessoas com cérebros eficientes podem ter capacidade cerebral demais para impedir que suas mentes divaguem", disse ontem o neurocientista Eric Schumacher, professor de Psicologia Cognitiva, um dos pesquisadores, ao serviço de notícias da Georgia Tech.


O trabalho sobre sonhar acordado foi publicado no jornal Neuropsychologia de agosto.


Schumacher e equipe analisaram o cérebro de 100 pessoas com ressonância magnética e compararam os resultados com os de testes de avaliação de capacidade intelectual e criatividade. Eles pediram também que os participantes da experiência dissessem se costumavam divagar ou não.


As pessoas que afirmaram sonhar acordadas mais tempo tiveram melhor desempenho nos testes de capacidade intelectual e criatividade e também apresentaram sistemas cerebrais mais eficientes nas ressonâncias magnéticas.


Maior eficiência, no caso, significa maior capacidade de pensar, e mentes que divagam ao fazer tarefas fáceis.


De acordo com a pesquisa, uma indicação de cérebro eficiente é a habilidade de entrar e sair de conversas ou de tarefas e voltar a elas naturalmente, sem perder pontos importantes.


#GeorgiaTech #Inteligência #Neurociência #RessonânicaMagnética