• Sandra Carvalho

Surpresa! Um verdadeiro cavalo-marinho pigmeu na África!

É o primeiro cavalo-marinho pigmeu encontrado em todo o Oceano Índico.


Hippocampus nalu macho: descoberto por uma professora de mergulho | Foto: Richard Smith/Oceanrealimages.com

A baía Sodwana, no parque iSimangaliso, África do Sul, é desses lugares privilegiados pela natureza, com peixes raros, raias, tartarugas, baleias e tubarões. Agora é também o berço do primeiro cavalo-marinho pigmeu identificado na África, o Hippocampus nalu.


A criaturinha, que mede entre 1,9 e 2,2 centímetros, foi vista pela primeira fez pela professora de mergulho Savannah Nalu Olivier. Dai o nome, nalu. Em duas línguas sul-africanas, xhosa e zulu, nalu quer dizer "aqui está."


O estudo sobre o Hippocampus nalu foi publicado no jornal ZooKeys.


Além de ser o primeiro cavalo-marinho pigmeu identificado na África do Sul, o H. nalu é também o primeiro encontrado no Oceano Índico, a mais de 8.000 quilômetros do que se imaginava o alcance dos cavalos-marinhos pigmeus na região do Indo-Pacífico.


Cavalos-marinhos pigmeus habitam sobretudo o Triângulo de Coral, uma área marinha no Oceano Pacífico Ocidental, que inclui águas de países como Indonésia, Malásia e Filipinas. Até agora, conhecia-se apenas uma espécie deles fora de lá, no Japão.


O que distingue o Hippocampus nalu dos outros cavalos-marinhos pigmeus é sua coluna, bastante diferente das outras espécies. Comprovadamente, ele vive em águas rasas da baía Sodwana, mas os cientistas acham provável que se encontre também ao longo da costa leste da África.


Hippocampus nalu fêmea, encontrada a 14 metros de profundidade | Foto: Richard Smith/Oceanrealimages.com

Veja mais: O animal mais comprido do mundo pode ser o sifonóforo!


#África #AfricadoSul #AnimaisMarinhos #OceanoÍndico #Parques