• Sandra Carvalho

Surdez: o castigo do salmão criado em fazendas de peixe

Os peixes deixem de ouvir por causa de seu crescimento artificialmente acelerado.


Salmão: deformidade em 50% dos peixes criados em fazenda   |  Foto: cc0 Wikimedia Commons

Criado em fazendas de peixe, o salmão tende a desenvolver uma deformidade no ouvido que causa uma perda massiva da audição.


Cientistas da Universidade de Melbourne, na Austrália, descobriram o motivo.


Ela acontece por causa do crescimento acelerado dos peixes, conforme se descobriu num estudo de salmão da Noruega, Chile, Escócia, Canadá e Austrália.


A deformidade e a surdez parcial atingem 50% de todo salmão criado em fazendas de peixe no mundo. A pesquisa foi publicada no Journal of Experimental Biology.


Os pesquisadores lembraram que em muitos países fazendas devem respeitar as "Cinco Liberdades" dos animais:


1) não passar fome ou sede

2) não sofrer desconforto

3) não sentir dor, ter machucados ou doenças

4) poder expressar um comportamento quase normal

5) não ter medo ou angústia


"Produzir animais com deformidades viola duas dessas liberdades, a de não ter doenças e a de expressar um comportamento normal", observou Tim Dempster, um dos autores do estudo, ao serviço de notícias da Universidade de Melbourne.


Os efeitos da deformidade são irreversíveis, e só pioram com a idade.


A deformação acontece nos otólitos do ouvido interno do salmão. Os otólitos são pequenos cristais que detectam som.


O problema é conhecido desde os anos 60, mas não se sabia as razões do fenômeno.


"Os peixes que crescem mais rápido têm três vezes mais probabilidade de ter a deformidade do que os desenvolvidos num ritmo mais lento", observou Tormey Reimer, a principal autora do estudo, ao serviço de notícias da universidade.


Os otólitos normais são formados pelo mineral aragonita. Os deformados são feitos parcialmente de vaterita, que é mais leve, maior e menos estável. A deformação causa a perda de até 50% da audição.


Veja a diferença. Na imagem A está um otólito normal. Na B, um deformado.


Ouvido normal e deformado do salmão: fenômeno | Imagem: Universidade de Melbourne | Foto

Segundo o estudo, a surdez parcial do salmão pode ajudar a explicar os efeitos limitados das tentativas de conservação do peixe.


A população de salmão está diminuindo há tempos em várias áreas do mundo, devido a pesca predatória e destruição de habitat.


Um dos recursos usados para repor essa população é soltar milhões de salmões jovens nos rios. "Colocar nos rios peixes com audição prejudicada pode ser jogar dinheiro e recursos no mar", comentou o professor Steve Sweaver, outro dos autores do estudo.


O desafio para as fazendas de peixe é prevenir a deformidade do ouvido do salmão mantendo um ritmo viável de crescimento dos peixes.


#Aquicultura #AnimaisMaltratados #FazendasdePeixes #Peixes #UniversidadedeMelbourne