• Sandra Carvalho

Telefone fixo foi para o purgatório em 2020

Suavizando o fim, as operadoras forçam a assinatura dessas linhas em seus combos.


Telefone fixo: só 14,8 brasileiros a cada 100 ainda usam | Foto: cc0 Momentmal/Pixabay

O uso do telefone fixo, que vem caindo desde 2015 no Brasil, despencou no primeiro semestre desde ano. Em junho, estava reduzido a 31,5 milhões de linhas ( os celulares chegam a 225,1 milhões).


Isto quer dizer que apenas 14,8 brasileiros a cada 100 se dignam hoje a usar o telefone fixo. No caso dos celulares, há mais linhas que gente no país: são 106,2 a cada 100 habitantes.


Como o telefone fixo prolonga sua agonia diante da concorrência avassaladora dos celulares? Um motivo óbvio é a pressão feita pelas operadoras para que os assinantes de combos incluam o telefone fixo em suas opções.


Não se trata de oferecer apenas o fixo a preços baixos - trata-se de jogar o preço dos combos lá para cima quando eles excluem os telefones fixos. Na prática, nem se pode dizer que há escolha do usuário.


Veja a evolução do telefone fixo de 2007 para cá nesse gráfico. Em um ano, até junho, as linhas de telefone fixo baixaram de 35,7 milhões a 31,7 milhões, caindo 11,8% no Brasil:


Gráfico da Anatel: ascensão e queda

Veja mais: Phubbing: o vício de esnobar as pessoas para se fixar no celular


#Anatel #Celulares #OperadorasdeCelular #TelefoneFixo