• Sandra Carvalho

Um tesouro islâmico de 1100 anos atrás é achado em Israel

São 425 moedas de ouro, a maioria do califado abássida, que ia da Pérsia ao Norte da África.


As moedas encontradas na região central de Israel: ouro puro | Foto: Yoli Schwartz/ Autoridade de Antiguidades de Israel

É difícil encontrar ouro em escavações arqueológicas, mas dois adolescentes israelenses descobriram ontem um tesouro islâmico na cidade de Yavne, no centro da Israel.


O tesouro, formado por 435 moedas de ouro guardadas dentro de uma jarra de barro quebrada, enterrada no chão, data na maior parte do califado abássida, de 1.100 anos atrás. Poderoso, o califado dominava da Pérsia ao Norte da África. A capital ficava em Bagdá.


As moedas, de ouro puro, pesam 845 gramas. Aparentemente, elas foram escondidas por alguém que teve de deixar o local às pressas e tinha intenção de voltar.


As escavações são da Autoridade de Antiguidades de Israel ((IAA), e os dois garotos que encontraram o tesouro são voluntários do serviço durante as férias.


Entre as moedas foi encontrado um fragmento de uma moeda do império bizantino, com capital em Constantinopla. Segundo a IAA, seria uma prova de que o califado e o império bizantino podiam ser inimigos, mas tinham conexões.


#Arqueologia #Bagdá #Califados #Constantinopla #História #Israel