• Sandra Carvalho

Vai um burrito aí? Drones da Alphabet entregam (mas só na Austrália)

Eles podem voar a 120 km/h, mas só conseguem levar encomendas de até 1 quilo.


Família à espera dos burritos | Imagem: reprodução Projeto Wing/YouTube

Os drones da Alphabet, a dona do Google, estão entregando burritos no subúrbio semirural de Royalla, perto de Canberra, na Austrália.


É o Projeto Wing, da divisão experimental X da Alphabet, que desenvolve seus próprios e peculiares drones há cinco anos. Eles são um pouco parecidos com aviões, com asas fixas, mas também têm rotores, como os helicópteros.


Os burritos, batatas fritas e guacamole entregues são da rede de fast food Guzman & Gomez, de comida mexicana. Trata-se de um teste, que deve prosseguir nos próximos meses.

A encomenda pode ter até 1 quilo | Imagem: reprodução Projeto Wing/YouTube

Para atender ao subúrbio de Royalla, a Guzman & Gomez montou uma unidade móvel, chamada de Drone Mothership, que foi enviada de Sydney para a região. A rede recebe os pedidos por um app de celular.


Assim que os burritos ficam prontos, um drone paira a cinco metros do chão e joga um gancho, que um funcionário da lanchonete prende no pacote de entrega.


No destino final, o drone deixa o pacote de burritos na casa do consumidor, libera o gancho e volta para casa.


A Guzman & Gomez diz que o drone baixa a encomenda gentilmente, mas um vídeo seu no ar exibe movimentos talvez um tanto abruptos para entrega de itens delicados.


Não é a primeira vez que os drones do Projeto Wing entregam burritos. Eles já fizeram isso na universidade Virginia Tech, nos Estados Unidos, no ano passado.


Os drones usados no teste são capazes de voar a até 120 quilômetros por hora, podendo ir a até 10 quilômetros de seu ponto de origem, segundo as informações da Guzman & Gomez.

Por enquanto, carregam no máximo um quilo. Eles são relativamente pequenos.


Remédios também


O Projeto Wing está testando também, paralelamente, entrega de remédios da farmácia de descontos Chemist Warehouse, o maior varejista de medicamentos e artigos de beleza da Austrália.


A Chemist Warehouse está entregando aproximadamente 100 produtos no subúrbio de Royalla através dos drones, de vitaminas a remédios sem receita, de pastas de dentes a protetores solares.


"A informação que reuniremos desses dois testes nos ajudará a construir um sistema para que comerciantes de todos os tipos possam focar no que eles fazem melhor - preparar comida ou ajudar as pessoas a se sentirem mais saudáveis - em vez de se distrair com a logística complexa das entregas", escreveu James Ryan Burgess, líder do Projeto Wing, no blog da X.


O vídeo de 2:31 do projeto no YouTube mostra bem como o sistema de entregas funciona e aborda os primeiros consumidores australianos que testaram o serviço.



#Alphabet #Austrália #Comida #Drones #Varejo