• Sandra Carvalho

Viu o primo gaúcho do Tyrannosaurus rex?

O dinossauro Erythrovenator jacuiensis foi descoberto em Agudo, no Rio Grande do Sul.


Erythrovenator jacuiensis: dinossauro do sítio Niemeyer | Ilustração: Márcio L. Castro/Twitter

Uma nova espécie de dinossauro, batizada de Erythrovenator jacuiensis, viveu mais de 200 milhões de anos atrás na região de Agudo, uma pequena cidade gaúcha de 20 mil habitantes.


O nome do novo dino foi escolhido pelo paleontólogo Rodrigo Temp Müller, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), que estudou o fóssil de seu fêmur esquerdo.


Erythrovenator jacuiensis quer dizer caçador vermelho do rio Jacuí, uma referência tanto à cor do fóssil quanto ao rio da cidade de Agudo.


O fêmur foi encontrado no sítio Niemeyer, datado entre 233 e 225 milhões de anos atrás. Com base nele, Müller considerou provável que o novo dinossauro tivesse 2 metros de comprimento.


O Erythrovenator é um terópode, mesma linhagem do Tyrannosaurus rex e do Velociraptor mongoliensis, ambos do período Cretáceo, mas viveu bem antes deles, no Triássico Superior.


Segundo o estudo de Muller, publicado no Journal of South American Earth Sciences, o Erythrovenator é um dos dinossauros terópodes mais antigos do mundo.


Veja mais: Como surgiram os dinossauros gigantes?


#Dinossauros #Triássico #RS #UFSM