• Sandra Carvalho

Esta é a imagem mais antiga da amizade entre homens e cães

Cães com coleiras aparecem em gravuras de 9 mil anos na Arábia Saudita.


Caçadores rodeados de cães: gravuras rupestres de 9 mil anos atrás | Foto: Maria Guagnin et al.

Cientistas do Instituto Max Planck de Ciência da História Humana, da Alemanha, descobriram na Arábia Saudita gravuras rupestres de 9 mil anos atrás com cenas de homens e cães domesticados, com coleiras.


A arte em pedra foi encontrada nos sítios arqueológicos de Shuwaymis e Jubbah, no noroeste da Arábia Saudita. Os achados foram publicados dia 16 deste mês no Journal of Anthropological Archaeology.


É a primeira imagem conhecida de cachorros com coleira.


Algumas gravuras mostram caçadores com arcos e cercados de cães, e outras os animais mordendo gazelas. Os cachorros parecem bastante com o cão de Canaã moderno que vive no Oriente Médio.


"Essas imagens são a coisa mais próxima de um vídeo do YouTube que teremos", comentou Angela Perri, uma das autoras do estudo, à revista Science. "Os cães eram usados para estratégias complexas de caça", afirmou Maria Guagnin, outra das autoras do estudo, ao New York Times.


#ArábiaSaudita #Cachorros #História #InstitutoMaxPlanck